sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Parto sincronizado



Quem já conviveu com grupos de mulheres que frequentam um mesmo grupo social sabe que existe uma tendência destas sincronizarem os seus ciclos hormonais. Não se sabe bem porque isso acontece mas existe uma hipótese de que se elas tiverem filhos em uma mesma época isso seria melhor para as crianças por elas cooperarem na criação desta geração. Assim, existe um substrato para que a seleção natural atue sobre aquelas mulheres mais sensíveis a sincronizar o seu ciclo com o de outras. Mas por mais que elas sincronizem os seus ciclos e seus bebês sejam concebidos em um mesmo par de dias, nós sabemos que é muito improvável que os partos sejam na mesma noite.

Mas para as fêmeas de suricatos de Uganda (Mungos mungo) isso acontece. Hodge e colaboradores (2010), observaram que 64% das fêmeas desta espécie dão a luz aos seus filhotes na mesma noite. Então eles também procuraram saber qual seria a pressão seletiva que levaria à tamanha sincronia. Como existem ainda os outros 36% de filhotes que nascem ou antes ou depois da tal noite, eles observaram que filhotes que nascem antes sofrem maior infanticídio e filhotes que nascem depois tem pior ganho de peso. Isso é, aqueles que nascem na tal noite entram no bolo e não são mortos porque as mães ficam na dúvida se estão matando sua própria cria. Já os que nascem depois morrem mais por serem menores e perderem a competição por recursos.

Ia ser legal investigar qual é o mecanismo utilizado para tal sincronia. Será que sincronizar a data da fertilização é suficiente? Ou sera que também é possível acelerar ou retardar o desenvolvimento do embrião e as reações fisiológicas maternas que acontecem antes do parto?

3 comentários:

Raísa disse...

Olá,



Venho, como monitora do Eixo Ético Humanístico da Faculdade de Medicina da Bahia - UFBA, convidar você a participar do IV Encontro Luso-Brasileiro de Bioética que acontecerá na cidade de Salvador, no Hotel Pestana, nos dias 15, 16 e 17 de Setembro.



Mais informações



http://www.vilusodebioetica.com.br/event/elbb6/site/index

Victor Romualdo Francisco disse...

Olá, trabalho na agência de Comunicação Integrada do Conselho de Informações sobre Biotecnologia e gostaríamos do seu email de contato para futuras divulgações.

Meu email profissional é vfrancisco@jeffreygroup.com.

Obrigado!

Letícia disse...

Olá amigos, deixo aqui a minha dica:

A Rede de Popularização da Ciência e da Tecnologia da América Latina e do Caribe (Red-POP) recebe até 15 de novembro, propostas de trabalho para a 12ª Reunião Bienal que acontece no Brasil, organizada pelo Museu Exploratório de Ciências (MC), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), de 29 de maio a 2 de junho de 2011.

Com o tema “A profissionalização do trabalho de divulgação científica”, o encontro aceitará tanto trabalhos de pesquisa, de caráter acadêmico, quanto de profissionais da área, interessados em relatar suas experiências. Cinco eixos temáticos vão nortear a 12ª Reunião: Educação não-formal em ciências; Jornalismo científico; Programas e materiais para museus de ciências: materiais e práticas concretas; Museografia e museologia científica; Público, impacto e avaliação dos programas.